Leitores Online

27 de jun de 2015

A Máfia da Crise Política


O mundo está sendo controlado pelos países do primeiro mundo que estão extraindo as riquezas de países do terceiro mundo e emergentes através da arma da corrupção, corrompendo os dirigentes políticos dessas nações. É através do papel moeda e da transação do toma lá da cá que essas supernações estão sugando as riquezas e as divisas desses países governados por corruptos representantes do povo. 

Não existem crises, existem é uma organização mundial criando as crises para enfraquecer o poder das nações inferiores. 

As crises são comandadas pelas redes bancárias internacionais a serviço político que dão créditos ilimitados a países que vão ficar escravos por muitos anos ou por toda vida na dependência dos juros sobre juros. Esses empréstimos internacionais não passam de um meio para enriquecer os banqueiros que dão x e recebem em pouco tempo 4x que se tornam infinitos. 

Existiu também a intenção dos governantes brasileiros em emprestar (doar, dar) bilhões de dólares para os países sul-americanos para construções e obras em seus países sem receber um níquel de recompensa e também de perdoar dívidas de outros países sem receber um centavo, tudo isso foi jogar divisas no lixo. 

A nação devedora fica refém desses empréstimos porque já caiu na armadilha da corrupção em que, inconscientemente já ficaram reféns dos credores, das manipulações de obras faraônicas que não terminaram dinheiro jogado no lixo, tudo bem orquestrado pelos comandos internacionais que desejam ver a nação de joelhos, escravos, sem dignidade e sem independência, totalmente dependente nas garras dos extraterrestres, porque esses monstros que articulam tais armadilhas não são irmãos e nem desse planeta.  

A crise do Brasil é uma maneira de deixar o país mais pobre, fraco e desgovernado, sendo indiretamente governado pelos credores que manipulam as marionetes políticos dessa nação que estão envergonhando os brasileiros por causa de dirigentes venais. O povo é que vai ser penalizada pelos crimes de lesa a pátria dos governantes irresponsáveis. 

Chegamos agora ao xeque-mate, somos obrigados a entregar todos os bens, serviços e riquezas aos piratas invasores através de concessões, leilões, privatizações e com um povo fraco sem educação, sem saúde, sem segurança e sem condições de trabalho totalmente despreparados para admissões em empresas modernas, povo totalmente agrilhoado. 

Enquanto isso, o governo está querendo que haja uma grande exportação não para aumentar as reservas (divisas) que já foram totalmente jogadas no lixo, mas, para mandar para os banqueiros internacionais como juros dos empréstimos criminosos feitos pelos governantes desgovernados e ambiciosos, ladrões da consciência do povo: enganadores, burladores, fraudadores, corruptos, manipuladores, traidores etc. 

 Coitados desse povo despreparado politicamente que aceita a corrupção das gestões como uma crise mundial sem saber da causa e dos efeitos dessa crise criminosa.

Por que não querem controlar a inflação e a recessão através da diminuição dos impostos, da cobrança dos sonegadores e das taxações das grandes fortunas, dos aumentos salariais etc.?   Porque isso geraria crescimento e desenvolvimento social, econômico e financeiro. 

O que estão querendo é criar um círculo de austeridade que não passa de uma crise geral que vai se estreitando a cada dia e estrangulando o social, o econômico, o financeiro, deixando o país parado ou falido sem divisas e sem gestão própria. 

O que o Demônio queria já está feito, tudo nos seus moldes, está esperando somente os gritos e gemidos de sofrimento dessa nação. 

A escravidão chegou de novo no Brasil de maneira mais moderna onde não há somente negros penalizados e sim toda a nação. 

O Brasil não é mais independente e nem tem ordem e nem progresso, estamos nas mãos de vários senhores privatizadores que mandam e desmandam no país, como o próprio nome já diz: Privatizar é tornar privado ou particular. 

Só nos falta privatizar a má gerência do Brasil.   Olhando direitinho o governo já está privatizado a muito tempo de maneira indireta, fazendo tudo que o Diabo manda.





Por: Ernani Serra 
Pensamento: O mundo a cada dia menos humano, mais tecnológico e mais feroz, o homem é um monstrengo antissocial que vive em grupos egocêntricos a espreita do animal (humano) mais fraco para devorar.
Ernani Serra