Leitores Online

1 de set de 2015

Forças Armadas responsáveis pela Crise


A crise que estamos passando no Brasil é da responsabilidade das Forças Armadas que falam em patriotismo e nacionalismo mais na prática não realizam o que dizem, na Revolução de 1964 ou Golpe dito por outros, combateram ferrenhamente o comunismo indo de encontro com algumas declarações, hoje, de generais: que as Forças Armadas devem total obediência ao Chefe Geral da Nação (Presidenta do Brasil, a chefa suprema das Forças Armadas) no caso a presidenta Dilma Rousseff, mais, em 1964 as Forças Armadas desobedeceram a sua chefia universal e cometeu um ato de motim militar que se configurou em crime contra a obediência ao presidente da República João Goulart que foi eleito pelo povo, e contra a Constituição Federal; e instauraram a ditadura militar no Brasil. Dois pesos e duas medidas. Duas faces da moeda Cara e coroa. Dilma Rousseff e Luiz Inácio Lula da Silva estão totalmente blindados, nenhuma autoridade reconhece que esses políticos tenham cometidos algum tipo de crimes, quer maior crime do que trair a própria Pátria com ideologia ditatorial comunista? Querem outro crime? Fechar o orçamento em vermelho, crime de responsabilidade fiscal, deixar o país falido, e muitas outras irregularidades que ninguém vê na gestão atual da presidenta da República. Tem algo errado nisso tudo.

Foi em vão toda aquela movimentação armada contra o comunismo brasileiro, {instaurou o governo militar (1964 até 1985)} e de maneira bizarra e contra toda a ideologia militar das Forças Armadas deixaram entrar todos os comunistas perseguidos na Revolução de 1964 pela porta da frente (anistiados) e para completar o surreal deixaram os comunistas tomarem conta dos poderes chaves da nação e hoje, temos um Brasil dominado por autoridades que antes eram persona non grata para as Forças Armadas, mas essas mesmas autoridades que reprimiram com violência o perigo do socialismo agora estão de mãos amarradas e aceitando todo tipo de arbitrariedade, corrupção e tendo total obediência ao regime comunista universal. Cadê o patriotismo? Se um dia a máfia do narcotráfico se fizer presidente da república as Forças Armadas servirão com total subserviência ao chefão universal do país e de cabeça baixa porque assim foi feito a lei que serve a dois senhores.

O erro de o governo militar foi não ter feito uma lei constitucional de anistia, sem dar nenhum poder político aos comunistas anistiados, só o poder de cidadania civil, teria evitado o que hoje estamos passando e sofrendo, estamos sitiados por regimes comunistas (lobos em peles de ovelhas). Os militares deram foros privilegiados aos comunistas quando deixaram entrar como heróis de suas ideologias bolchevistas (bolchevique).  

Agora estamos à beira de uma revolução armada e sangrenta que poderá custar à vida de muitos cidadãos brasileiros. Cada dia que passa o Brasil está perdendo terreno e os comunistas estão tendo apoio da às FARC, da Bolívia, Venezuela e quiçá de outros países vizinhos sul-americanos e internamente com os sem tetos e sem terras e sindicatos que já estão ameaçando com armas e muitos outros simpatizantes desse regime escravizante.

Pelo visto dos pronunciamentos de autoridades da mais alta patente militar as Forças Armadas estão divididas: uns pregam a obediência outros a rebelião contra o governo socialista comunista internacional, sem união dentro das forças armadas há o perigo de divisão entre irmãos militares.

É preciso que haja um só coro uníssono nos pronunciamentos dos militares: são contra ou são a favor desse governo! As Forças Armadas precisam ter personalidade e dignidade, evitando ficar em cima do muro.










Por: Ernani Serra
Pensamento: Quanto mais tempo passar a árvore vai se enraizando e de difícil erradicar do solo. Corta-se o mal pela raiz principalmente quando está no broto.
Ernani Serra