Leitores Online

13 de mai de 2016

Povo e Voto


O povo brasileiro não sabe votar, votam por suborno, por tradição,  por acharem os candidatos boas pintas, por indução, por propaganda... Votam nas pessoas e não nos partidos políticos do seu candidato, etc. 

Se o povo quer colocar no poder da Presidência da República um determinado candidato do partido “X” então deve votar nos demais candidatos do Congresso Nacional e dos Estados da União não pelo candidato e sim pela sigla do partido “X” que cada candidato representa; para que esse presidente chegue ao poder com maioria nas assembleias do congresso e não precise fazer conchavos com os partidos de oposições que vira uma verdadeira corrupção e traição ao povo, virando uma marmelada onde o povo fica sem poder político e toda política se torna sem oposição e tudo fica governo trabalhando para os interesses políticos de cada político. O certo é termos um governo forte do mesmo partido mais com oposição com menos representantes para evitar o toma lá dá cá.

O ex-presidente Lula e a presidenta Dilma Rousseff poderiam ter feito um ótimo governo, mas se corromperam com o ópio do poder governamental e o seu partido PT não tinha o número maior nas bancadas e então fizeram acordos de governabilidade com os opositores para poder governar com maioria no Congresso Nacional.

Ambos tentaram agradar a Gregos e Troianos, ora se fazendo de socialista (populista) e ora agradando aos interesses internacionais de operar contra a Petrobras em favor dos leilões e privatizações. Ficou embriagada com os elogios da mídia dizendo que a Dilma era a terceira mandatária mais poderosa do mundo e chegou a enfrentar o presidente Barack Obama na crise de espionagem, mas depois foi bajular o presidente dos Estados Unidos.

Ambos traíram o próprio partido do PT e os brasileiros quando governaram contra a nação deixando esse país na falência social, econômica e financeira. 

Com o impeachment vai haver um governo transitório querendo salvar esse país aplicando as mesmas fórmulas de austeridade da Grécia que não surtiu nenhum efeito positivo para o povo grego e sim, para os banqueiros internacionais. O ministro da Dilma quis impor esse sistema de austeridade mais os parlamentares do Congresso Nacional não aceitaram, mas tudo indica que o novo presidente Michel Temer vai tentar a mesma fórmula austera contra o povo para agradar aos países do primeiro mundo; vamos ver se os parlamentares vão aceitar de bom grado os aumentos de impostos que fizeram resistência no governo da Dilma. 

Vamos esperar para ver no que vai dar apertar ou afrouxar os cintos da nação, essa é a questão fundamental. Será que vão fazer do Brasil uma miserável Grécia? O Brasil está na UTI. Será que vão querer salvar o Brasil ou aos credores? Será que vão mandar os brasileiros se explodir?                                                                                                                           



Por: Ernani Serra 
Pensamento: Governo fraco sem representação política é um governo acessível a “toma lá, dá cá.”
Ernani Serra