Leitores Online

16 de jan de 2017

Modelos - Top Models


Essas Agências de Modelos em sua maioria são arapucas que prometem mundos e fundos e não cumprem com as suas promessas, só querem mesmo é o dinheiro, e a enganação com Fotos e CDs para impressionar os pais e as futuras modelos. 

Em grande parte, essas “agências de pseudomodelos” não passam de prostíbulos e negócios escusos com as máfias da prostituição e drogas.

Os responsáveis por essas casas ficam furiosos quando alguma modelo vai a mídia e denuncia todas as irregularidades criminosas em nome da moda.

Essas agências só aceitam jovens abaixo do peso normal (anoréxicas) verdadeiros esqueletos humanos ou Olívia Palito; quando essas jovens pegam uns quilinhos a mais são severamente repelidas e afastadas dos eventos e obrigadas a passarem fome com dietas extravagantes que poderá levar a morte.

Algumas dessas modelos vão para baladas e eventos, e fazem usos de bebidas alcóolicas e drogas, já teve modelo que deu entrevista na TV e disse que todas modelos famosas já usaram drogas e outras já se prostituíram com empresários em apartamentos de hotéis numa verdadeira curra ou orgia.

Algumas dessas modelos já morreram por estarem muito abaixo do peso (anoréxica), essas medidas e pesos em nome da moda e da estética estão trazendo prejuízos, doenças e morte para essas jovens que sonham com o estrelato das Top model. 

É preciso que haja um padrão de peso internacional entre o resultado de 18,5 até 20 que é o peso dentro do normal sem magreza e nem gordura que não deixe as jovens sofrendo e tropeçando entre as pernas e caindo nas passarelas. Vamos mudar esse sistema de padrão corporal magérrima para as modelos. Esses esqueletos ambulantes nas passarelas dão uma má impressão de que as modelos estão passando fome ou doentes. Temos que moralizar essa profissão e evitar os vícios e a prostituição das jovens e dos jovens que almejam sucesso internacional e fama.










Por: Ernani Serra  
Pensamento: Modelos devem representar e dar exemplos de profissionalismo ético.
Ernani Serra