Leitores Online

4 de jan de 2017

Rebelião no Presídio do Amazonas


Essa chacina entre as facções criminosas dentro do presídio amazonense é o reflexo de um Brasil desgovernado onde não há humanidade dentro das penitenciárias e nem fora, essas criaturas monstruosas que vivem enjauladas como feras que realmente são, e que, se tornaram assim, em consequência de um governo omisso e corrupto, que nada fizeram pelo bem-estar da sociedade que vive abandonada a própria sorte, sem educação, sem saúde, sem saneamento básico, sem higiene, sem limpeza pública e aquática, etc.

O governo é responsável por essas criaturas androides que não tiveram amor paterno, que não tiveram um lar digno de uma família bem estruturada, que não tiveram fartura nas suas mesas, que não tiveram uma oportunidade de emprego com salários e continuam num presídio superlotado numa grande promiscuidade sem opções de uma vida normal dentro da sociedade, são seres descontentes e cheios de ódio contra essa sociedade que não lhes deram uma oportunidade de civilizado, não sabem eles, que foram vítimas de um governo corrupto e sem objetivos para a sociedade.

Os governantes desse país abobalhado e corrupto estão fabricando androides sem cérebro e sem remorso, estão colocando um cérebro alienígena computadorizado (lavagem cerebral) nessas criaturas sem alma e sem amor, são frutos de uma sociedade malgovernada e desestruturada que não oferece nenhuma oportunidade para os brasileiros principalmente os jovens. 

Enquanto o governo se torna omisso em suas obrigações com o povo, as máfias se prevalecem da ignorância, analfabetismo, abandono, desemprego, desamor etc. dessa juventude que está se tornando transviada pela máfia das drogas, da prostituição, do contrabando de armas, dos vícios em geral... tudo leva a um só lugar, a criminalidade em massa. 

Não adianta presídios modelos numa sociedade medieval, o que muda na mente humana é a educação familiar e a instrução de qualidade com garantias do Estado Democrático de Direito. 

Não são os presídios que corrige uma árvore torta, tem que desentortar desde o princípio quando ainda é um broto, se o inferno prisional não recupera esses monstros antissociais, ao contrário, os tornam cada dia mais revoltados, odiando a tudo e a todos e se tornam uma máquina de matar. 

O povo odeia os marginais pela sua fúria contra uma ou mais pessoas, mas ninguém se enfurece com os políticos que assaltam as residências e os cofres do país, levando milhões ou bilhões de reais para entesourar nos paraísos fiscais internacionais e por consequência roubam: os salários dos trabalhadores, o poder aquisitivo do povo, matam as pessoas de fome, criam a escassez coletiva, demitem trabalhadores em massa, deixam o país falido, etc. 

O que os monstros enclausurados fizeram no presídio de Manaus-AM foi o reflexo dessa sociedade pirateada, saqueada por governantes corruptos e os deixaram numa fúria sem precedentes na história carcerária do Brasil, e foram manipulados pela máfia das drogas que se infiltram nesses ambientes marginais, formando duas facções distintas que se digladiaram como verdadeiros animais hidrófobos e como androides que foram nesse conflito entre interesses monetários ao ponto de: decapitarem, esquartejar e matar uns aos outros sem nenhum remorso, só ódio.   

O que aconteceu foi uma barbárie coletiva com objetivo de extermínio sangrento de revanche.









Por: Ernani Serra 
Pensamento: O homem é produto do meio social e se torna a imagem de uma sociedade boa ou ruim.
Ernani Serra