Leitores Online

19 de jan de 2017

Rebeliões em Séries nos Presídios


Os presídios brasileiros estão entregues as baratas, quem mandam nessas penitenciárias são os próprios presos, não há disciplinas dentro dessas instituições estaduais.

Para que prenderem pessoas que estão traficando ou mesmo usando drogas na sociedade, para colocar num antro de vícios; dentro dessas penitenciárias os presos fazem drogas, consomem bebidas alcóolicas, fazem festas particulares, os presos têm em suas celas fogões para fazerem as suas próprias comidas, têm também, televisão, pequenas casas fora das celas em volta dos muros dos presídios, ventiladores, celulares, fabricam as suas armas nas oficinas, têm visitas que trazem drogas, comidas, armas, etc., tudo através de propinas. 

Os governadores foram a Brasília para pedir dinheiro ao presidente Temer que negou alegando a crise no país. Voltaram para os seus Estados frustrados e em pouco tempo eclodiu em Manaus-AM uma revolta entre facções criminosas e políticas onde houve uma grande mortandade de presos com requintes de maldades e ódio, depois veio a rebelião em Roraima com mortes, eclodiu também, em Natal-RN e no Rio de Janeiro, todas com mortes e destruição dos presídios, tudo isso veio a forçar o governo federal a deslocar um contingente das forças auxiliares nacional para esses Estados em conflito com os detentos, todo esse deslocamento militar gerou dinheiro público e que, não resolveu nada, os detentos continuaram o vandalismo e as mortes, se os governadores quisessem e tivessem pulso forte sufocavam essas rebeliões com os próprios contingentes militares do Estado. 

Por causa dessas rebeliões em séries e bem orquestradas o presidente enviou para esses Estados uma verba de quase R$ 250 milhões e achando pouco usaram as Forças Armadas para intervirem na procura de armas e drogas uma vez por mês, e isso custou ao erário público a importância de R$ 10 milhões por um serviço inadequado, inócuo e paliativo. As Forças Armadas entram nos presídios fazem uma varredura e no próximo mês os presos estão cheios de armas e drogas, belo serviço que as Forças Armadas vão prestar, enxugar gelo. Porque o presidente Temer não entrega todos os presídios para as Forças Armadas gerenciar, em pouco tempo toda essa barbárie e vandalismo acabariam por completo, mas não, não querem isso porque os presídios são de interesses dos políticos. 

A crise social e política do Brasil só se estende nas costas do povo, para os políticos a fartura e para o povo a pobreza.









Por:Ernani Serra 
Pensamento: As carnes vão para os políticos e os ossos vão para o povo.
Ernani Serra