Leitores Online

5 de mai de 2017

A Alemanha se tornará Estado Islâmico


A chanceler Ângela Merkel disse que os alemães não entenderam como a imigração muçulmana transformou o seu país e terão que aceitar mais mesquitas do que igrejas por todo o campo, de acordo com o jornal Frankfurter Allgemeine Zeitung.
    
"Nosso país vai continuar mudando, e a integração também é uma tarefa para a sociedade assumir a tarefa de lidar com os imigrantes", disse Merkel ao jornal. "Durante anos temos nos enganado sobre isso. As mesquitas, por exemplo, vão ser uma parte mais proeminente das nossas cidades do que eram antes." 

Alemanha, com uma população de 4-5 milhões de muçulmanos, foi dividida nas últimas semanas por um debate sobre as observações do Bundesbank Thilo Sarrazin, que argumentavam que os imigrantes turcos e árabes não conseguiam se integrar e que estavam inundando a Alemanha com uma taxa de natalidade mais alta. 

As observações do Chanceler representam o primeiro reconhecimento oficial de que a Alemanha, como outros países europeus, está destinada a se tornar um baluarte do Islã. Ela admitiu que o país logo se tornará uma fortaleza. 

Na França, 30% das crianças com idade igual ou inferior a 20 anos são muçulmanas. A proporção em Paris e Marselha subiu para 45%. No sul da França, há mais mesquitas do que igrejas.
    

A situação no Reino Unido não é muito diferente. Nos últimos 30 anos, a população muçulmana subiu de 82.000 para 2.5 milhões. Atualmente, há mais de 1000 mesquitas em toda a Grã-Bretanha - muitos dos quais foram convertidos de igrejas.
    
Na Bélgica, 50% dos recém-nascidos são muçulmanos e, segundo relatos, sua população islâmica ronda os 25%. Uma estatística semelhante é válida para a Holanda.
    
É a mesma história na Rússia, onde um em cada cinco habitantes é muçulmano.
    
Muammar Gaddafi afirmou uma vez: "Há sinais de que Deus concederá a vitória ao Islã na Europa sem espada, sem arma, sem conquista. Não precisamos de terroristas; nós não precisamos de homicídios. Os mais de 50 milhões de muçulmanos (na Europa) o transformarão no continente muçulmano dentro de algumas décadas."
    
Os números o apoiam.




Por:Ernani Serra
Pensamento: Abram as portas das suas casas e o inimigo tomará conta.
Ernani Serra