Leitores Online

18 de mai de 2017

Sonegômetro Imoral


Se todos são iguais perante a lei porque há essa discriminação entre o trabalhador e os empresários e políticos. Dois pesos e duas medidas. O trabalhador não tem como sonegar porque já vem a cobrança inserida e registrada no ato do pagamento, já os empresários e políticos tem o privilégio de pagar ou não os impostos. 

A sonegação está implicitamente ligada a corrupção fiscal que vive a receber propinas desses sonegadores, a maioria dos fiscais vivem nababescamente em casas luxuosas as custas das propinas. Isso ninguém comenta ao contrário botam a culpa na fragilidade da fiscalização com poucos fiscais na praça, mas para receber propinas tem fiscais até demais para ir buscar o seu dinheiro sujo.

A sonegação é um assalto aos cofres da nação é a maneira de sangrar e acabar com o progresso, a sonegação deveria estar no mesmo patamar da corrupção e esses sonegadores deveria serem presos por estarem mentindo e escondendo os seus lucros com fraudes nas contabilidades. 

A sonegação é tão endêmica quanto a corrupção, portanto ambas são criminosas. O governo deveria ter um meio de sacar os juros das empresas quando as mesmas fizessem os balancetes e não esperar a boa vontade desses bandidos sonegadores para pagar os débitos ao governo. O governo poderia retirar os juros dos lucros dos políticos da mesma maneira que retiram dos funcionários públicos, infelizmente, esse governo não tem o interesse de cobrar e punir os sonegadores, ao contrário, está perdoando as dívidas como se o dinheiro público pertencesse ao presidente. Deveria elaborar uma lei para que nenhum presidente pudesse perdoar dívidas de países estrangeiros e muito menos dos empresários e políticos dentro do Brasil. O cofre da União não pertence ao presidente da República, é dinheiro público do povo, portanto deveria voltar ao povo em forma de benefícios sociais, econômicos e de infraestrutura.

O Brasil está passando por uma crise criada pelos corruptos políticos e pelos corruptores das empreiteiras e muitas outras. 

O presidente Michel Temer está com a espada sobre sua cabeça, está numa corda bamba, está na iminência de um impeachment por ter concordado numa gravação com o favorecimento de propinas para calar o prisioneiro e ex-deputado Eduardo Cunha.

O presidente da República que perdoa ou divide em longos anos a dívida dos sonegadores está sendo conivente com a corrupção fiscal. Já dizia Rui Barbosa: “Não é a ocasião que faz o ladrão, a ocasião faz o roubo, o ladrão já nasce pronto”.

O que estamos vendo nesse Brasil Bobão é muita sacanagem generalizada. A sujeira é tão grande que não tem desinfetante que acabe com o mal cheiro, é uma sujeira endêmica e generalizada não temos apoio de ninguém está tudo dominado. Só Deus terá misericórdia desse Brasil Bobão.

Obs.: Não deixem de ver os links abaixo:









Por: Ernani Serra
Pensamento: Honra, vergonha e honestidade são coisas raras; é para quem tem berço familiar, educação e instrução. Não é para qualquer um.
Ernani Serra