Leitores Online

29 de jun de 2017

Reformas Terroristas


O Brasil precisa passar por grandes reformas, mas reformas justas e humanas, que não se transforme em cadafalso populares, em rolos compressores que venha esmagar todo o povo brasileiro. 

Essas reformas que o governo federal vem apresentando ao Congresso Nacional são reformas de terror que só atinge as classes trabalhadoras e ao povo de classe média para baixo. 

Essas reformas estão tirando o poder aquisitivo de todas as classes sociais e vão elevar ainda mais a inflação e recessão, querem aumentar o emprego no país através da escravização do trabalhador, isso é inaceitável, mas, infelizmente, o povo está aceitando de braços cruzados estão indo para o matadouro sem dar um só grito, cadê os protestos contra essas reformas criminosas? Não adianta depois vir a reclamar da situação caótica da nação, a hora é agora para se manifestar contra essas barbáries que estão impondo e empurrando de goela abaixo como se fossemos perus de engorda.

Já fomos enforcados na PEC 241 ou 55, na Terceirização, e ainda vem mais por aí. 

Os políticos são um bando de covardes e mercenários que trocam os deveres e obrigações com a nação pelo crime de troca e toma lá, dá cá; legislando em causa própria. Que a nação se exploda! 

Para que se tem o Poder Legislativo que não legisla nada, quem está fazendo o papel de legislador é o Poder Executivo que já traz as reformas prontas da sua equipe econômica e coniventes com os banqueiros e empresários, e todas já mastigadas para o Congresso Nacional aprovar, um bando de lobos em peles de ovelhas. 

Os políticos da oposição, só são oposição enquanto o governo não lhe oferece um cargo no seu ministério, eles sabem que estão massacrando o trabalhador e o povo com essas reformas mas enfiam a cabeça na areia como os avestruzes fazem na trovoada e fazem como os símios chineses: se calam, não ouvem e não veem. Tudo isso porque as crises não lhes atingem, continuam na sua vida de Marajás. Esses são os representantes do povo ou advogados do diabo?

O ministro da Fazenda Henrique Meirelles foi aos EUA para falar com os banqueiros e trouxe esses pacotes de reformas terroristas que vai assaltar o bolso do trabalhador e toda sociedade. O mal desses políticos é que não legisla para a sociedade brasileira e sim, para os interesses do Governo Federal e seus compromissos bancários. Estão fazendo do Brasil um balcão de negócios e negociatas. Legislando em causa própria.

Henrique Meirelles já está falando que vai haver aumento de impostos por conta das reformas se não passarem no Congresso Nacional. Começou as chantagens. 

Teve um ministro do STF que vai revogar a lei da Terceirização por achar que é inconstitucional, deveria também revogar a PEC 241 ou 55 que é inconstitucional por sufocar a sociedade durante vinte longos anos. Essas outras leis que estão tramitando no Congresso Nacional e principalmente a da Previdência Social não deveria ser aprovada nesses termos que foram elaboradas.

O Congresso Nacional se fosse do povo e se tivéssemos uma democracia essas leis deveriam sair dos legisladores e não dos economistas lacaios dos banqueiros do primeiro mundo.

Ainda está em tempo do Congresso Nacional se rebelar e fazer as reformas tirando dos poderosos e não dos trabalhadores assalariados. 

Se querem o desenvolvimento do Brasil é preciso elaborar uma PEC que suspenda todos os juros bancários devedores do Brasil durante vinte anos e logo o país sairia dessa crise. 

Em vez de aumentar juros, baixar juros.

Aumentar os vencimentos dos funcionários públicos em todas as categorias e o salário mínimo num patamar que dê para o trabalhador acompanhar a Constituição Federal em seus artigos e itens. Povo bem remunerado produz mais e desenvolve o mercado interno com oferta e procura. 

Em vez de estagnar o mercado, fazer com que se torne produtivo.

Colocar os fiscais em campo para fiscalizar todo o comércio e indústria e obrigar essas empresas a pagarem os impostos atuais e atrasados (sonegadores) com isso, tiraria a Previdência Social do vermelho e não precisaria sufocar os aposentados que já vivem morrendo à míngua.

Aumentar os juros das grandes fortunas internas e externas. 

Impedir que as multinacionais continuem a não pagar os impostos ao Brasil, todas as multinacionais têm que pagar impostos iguais as empresas nacionais sem nenhum privilégio. Impedir que as multinacionais enviem para as matrizes os lucros das empresas. 

Que todas as mineradoras e riquezas do Brasil sejam cobradas os impostos correspondentes ao produto exportado aos valores do mercado internacional e não deixar sair de graça as exportações e contrabandos.

Essas reformas terroristas são reformas de assalto a Segurança Nacional que querem exterminar o povo brasileiro e transformar em escravos do mercado produtivo e da invasão estrangeira (imigrantes e empresários) que vem instalar seus comércios e indústrias com mãos-de-obra escravas (assalariadas) e leis que revogam as conquistas dos trabalhadores. Já vi que temos um bando de políticos imbecis e traidores da pátria entregando tudo e todos aos estrangeiros.

O que esses sanguessugas querem é fazer uma transfusão de sangue do povo e da mão-de-obra barata para os pagamentos aos bancos nacionais e internacionais e os políticos viverem as custas da miséria do povo brasileiro.

Salve, salve pátria desumana.










Por: Ernani Serra
Pensamento: O mundo se acaba a cada instante para cada pessoa que morre.
Ernani Serra