Leitores Online

16 de jun de 2017

(TSE) - Inocentaram a Corrupção


A Chapa Dilma/Temer foi um fiasco, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) depois de quatro dias de conversa vã inocentou a corrupção. Por mais que o relator do processo da Chapa Dilma-Temer, o ministro Herman Benjamin disse que a campanha vitoriosa de 2014 foi recheada de propinas da Petrobras, e incorreu no crime de abuso de poder econômico e político por receber esses recursos ilegais, não foram levados em conta esses crimes de corrupções porque as cartas já estavam marcadas e o julgamento foi político e não jurídico. Sem falar nos depoimentos de delatores da Odebrecht e dos marqueteiros João Santana e Mônica Moura que estavam nos autos do processo mais foram excluídos pelos ministros de Temer e Dilma.

O impetrante desse processo pode recorrer e impetrar um novo julgamento pelo TSE desde que, todos os ministros sejam imparciais e nenhum tenha ligação com os acusados. 

O que ocorreu foi a presença de dois ministros nomeados pelo presidente Michel Temer e um outro foi advogado de Dilma Rousseff logo de cara, já se vê, que já existem três votos contra a cassação da Chapa Dilma Temer e foi o que aconteceu, dos sete ministros três votaram contra e três a favor da cassação e o desempate foi para o ministro Gilmar Mendes que inocentou Temer e Dilma das acusações, como se ambos fossem inocentes, o que aconteceu foi que a corrupção venceu por 4x3 a todas as acusações comprovadas e passou a se tornar uma inocência dentro da culpa. 

Quando a lógica perante os fatos apresentados durante todo o processo seria de uma votação unânime de 7x0 mostrando que os juízes foram imparciais e julgaram com honestidade pois, as provas estavam claras e evidentes só quem não enxergou quem estava cego pelo comprometimento político.

Um parlamentar chegou a dizer: "No TSE se pode tudo e não se pune nada".

Vamos esperar agora quando o Temer e a Dilma forem julgados pelos seus crimes no STF, será que vão ser inocentados mesmo com todas as culpas e crimes?

De acordo com o procurador-geral Rodrigo Janot o presidente Michel Temer está incurso em quatro crimes: Corrupção passiva; organização criminosa; obstrução de justiça e lavagem de dinheiro.

Já não tenho mais certeza no julgamento da justiça. 

Fizeram o povo de palhaço mais uma vez.
  



Por: Ernani Serra
Pensamento: Quando os juízes deixam de condenar os culpados é sinal que os inocentes serão julgados e condenados pelos seus atos de justiça.
Ernani Serra