Leitores Online

24 de set de 2017

Brasil sem Educação e Antissocial


O Ministério da Educação elaborou um livro de estórias infantis em que o pai (rei) pede sua filha (princesa) em casamento, um verdadeiro incesto familiar. Isso é imoral e amoral na nossa sociedade brasileira de costumes e éticas já forjadas na educação familiar e social. É inacreditável que o Brasil está passando por uma educação governamental retrógrada e imoral, estão ensinando os brasileiros a se tornarem depravados. Têm até livros didáticos ensinando as crianças sobre sexos.

O banco SANTANDER investiu alguns milhões no Queermuseu em Porto Alegre no Rio Grande do Sul, como se tudo que estavam em exposição fosse cultural, verdadeiras aberrações, imagens disformes, insinuações para a perversão, tinha de tudo menos cultura, foi um dinheiro jogado no lixo porque aquele museu não passou de um depósito de lixos antissociais e anti-religiosos fazendo sátiras contra os princípios éticos da sociedade brasileira, deturpando imagens e valores morais.

O governo vem apoiando os LGBTQ daqui a pouco a sigla têm todas as letras do alfabeto, depois que foi implantado o casamento gay, a homossexualidade explodiu, com os exemplos de comportamentos explícitos em lugares públicos, em fotos e vídeos. Estão levando o país a um lamaçal de anticultura e comportamentos antissociais. 

Incentivaram tanto a homossexualidade que agora querem reverter esse comportamento antiético com a “Cura Gay” que vai garantir bons lucros para a medicina, pois, está havendo uma explosão de homossexuais no Brasil e no Mundo. Antigamente, os homossexuais eram considerados pela OMS no Código 302.0, Capítulo V, como transtornos mentais, hoje, foi retirado do Código da Organização Mundial de Saúde (OMS) e a homossexualidade já não é uma doença é um transtorno social. Até as doenças mudam de acordo com os interesses políticos, parecem até um milagre ou uma mágica do Mandrake, com uma simples palavra a medicina acaba com os transtornos mentais e passam a serem normais e éticos a homossexualidade na sociedade. Agora tem mulheres querendo virar homem e homem virar mulher, isso é normal? Para a nova perspectiva governamental e jurídica, todos da sigla LGBTQ são considerados sãos e normais.

Já está implantando a igualdade de gêneros nos sanitários públicos (WC), o colégio Pedro II no Rio de Janeiro adotou a igualdade de sexos nos sanitários da escola. O colégio Pedro II gosta de criar polêmicas e instaurar modelos diferentes do convencional, querem aparecer na mídia, agora esse colégio criou um uniforme feminino para os alunos masculinos, todos devem andar de saias, já pensou como vai ficar constrangidos esses alunos nas ruas e em suas casas usando saias, os seus amiguinhos vão fazer chacotas e chamar de mulherzinha, bichinha etc. 

Estão formando e querendo uma humanidade sexualmente heterogênea de comportamentos diferentes dos padrões sociais, uma miscigenação de gêneros neutros e nulos na sua procriação, um animal híbrido.







Por: Ernani Serra
Pensamento: A anulação do sexo é a extinção da personalidade humana, numa personalidade falsa.
Ernani Serra