Leitores Online

4 de fev de 2018

A Morte - Equilíbrio Mundial


A morte é como um desmaio, um sono sem sonhos, é por isso que muitas pessoas dizem: “descançou em paz”; “que Deus o tenha” etc., todas essas frases antigas são sábias porque estão dizendo a verdade, a morte é o fim da matéria e do espírito encarnado, para as pessoas que desencarnaram é o fim do mundo, é o fim da luz que Deus concedeu ao homem num lampejo de vida, acabaram tudo, os sonhos, as riquezas, o orgulho, as vaidades, etc. do jeito que o homem veio ele vai, sem nada, o que ficam são lembranças boas ou más do falecido.

A morte tanto quanto a vida, é uma dádiva milagrosa de Deus, o que seria do mundo se não houvesse a morte, o nosso planeta Terra seria um caos, já não teríamos mais espaços para a sobrevivência de todos animais e vegetais. 

Tudo nesse mundo está sob a égide da energia desse Deus invisível: onipotente, onisciente e onipresente de poderes infinitos tanto para o bem quanto para o mal, é através do bem e do mal que esse Deus sem nome faz justiça no Universo, na Terra e entre nós.

A morte é o equilíbrio da vida e também a justiça entre: os homens, a natureza e a sobrevivência. Se o homem fosse humano não teria coragem de tirar a vida da fauna e flora para sua sobrevivência e muito menos dos seus semelhantes. O ser humano pensa que as árvores têm vida mais não sentem nada, ao contrário, sentem a mesma dor que o homem sente quando perde a vida; a caça aos animais silvestres, o homem se torna insensível a vida desses animais por se achar superior, caçam por divertimento, se divertindo com a vida alheia, como as vidas desses animais não valessem nada, tudo de ruim que a humanidade está passando é conseqüência de sua insensatez, é uma forma justa de pagar pelos seus crimes monstruosos, ninguém nesse mundo é inocente, até os que ficam em cima do muro vão pagar pela sua covardia de não fazer nada.

A vida tanto humana quanto animal irracional veio ao mundo para viver e viver bem, só que o homem racional age pior do que os irracionais são monstros que Deus deve ter se arrependido de ter criado essa espécie exótica de lobo com capa de cordeiro, camuflagem perfeita para esconder os seus sentimentos: ocultos, mesquinhos, egoístas, egocêntricos, etc., numa imagem singela de pessoa civilizada mais de pensamentos maquiavélicos de serpente pronta para dar o bote. O homem vive atrás do amor mais dentro dele está o ódio, o veneno, pronto para fazer suas vítimas, é por isso que esse homem nunca vai encontrar a felicidade porque não é fraterno com seus semelhantes.

O homem é corajoso para fazer mal e matar os outros mais, são os mais covardes quando chegam a sua hora fatal, muitas vezes o homem mata com medo de morrer é uma maneira de se autodefender, mas não deixa de ser uma barbárie.
  





Por: Ernani Serra
Pensamento: Se o homem não é capaz de criar a vida então não deve destruir essa essência divina.
Ernani Serra